sábado, 8 de maio de 2010

chance

A chance é larga
mesmo q a mentira que me deito
e me conforto faça estreito
meu destino.

Quando enchergo a sua luz
prateada quase cheia
esse menino volta pra casa
minha trilha macia

os sonhos veem em minha mente
limpando tudo que ficou para traz
parece q varre meio mundo meu
e só assim diante de mim nao sou imundo

cada momento cada palavra q ficou para traz
todo momento e todo desejo que eu fui
tudo que hoje existe e nao toco
me deixa assim certo com foco.

Renascendo a cada minuto dos anos que nao foram
esse homem pode ser mais para ninguem
porque esse lugar é seu sem vaga alheia
é nesse sonho diário que eu caminho
trancado a sete chaves no seu ar no seu mar de ilusão

o garoto foi pra casa

O garoto foi para casa
o garoto foi...
O que aconteceu com a sua face na multidão
Que derrepente virou a unica que via
na minha escuridão
voce me fez assim

me transformou em mim
fez florescer toda natureza no fim
vivi a minha perfeição
com toda minha delicadeza

me fez mergulhar no meu som
ouvir minha razão
me tornou tudo no mundo
estou aqui vivo sentindo o chao

entendo que é melhor minha alegria
asim q nasce mesmo q tardia
o garoto foi pra casa
encontrar sua cama

deitou na sua face calma
branca, languida se cobriu de suor
respirou teu pranto
e ouviu seu canto.

o garoto foi pra casa.

About Me

Seguidores