domingo, 28 de dezembro de 2008

vai amigo

Quando o corpo cai.
Tem peso de montanha.
Despenhadeiro pontiagudo no coração da gente.
Vazio.
Cheiro de coisa.
Quem fica olfato de estranho e incerteza do destino.
Caminhe caminhante, se der.
Se não, sente e deixe parar.
DM. 29/12/08 Para Douglas.

0 comentários:

About Me

Seguidores